O América-AM foi punido ontem no STJD, por ter escalado o jogador Fofão no jogo de volta da semifinal, contra o Madureira-RJ. O jogador estava com 3 cartões amarelos, e portanto, deveria ter cumprido suspensão automática. Por descuido do clube, o jogador acabou sendo relacionado para o banco de reservas.

Os auditores do STJD não se importaram com o fato de o jogador não ter sequer entrado em campo naquela partida, e portanto, não ter influenciado em nada o resultado do jogo, e resolveram punir a incompetência do clube, que cometeu erro amador, mesmo não tendo agido de má fé. Já os jogadores  Jefferson e Clailson, ambos do América, foram absolvidos quanto às denúncias nos artigos 258 e 250 do CBJD, respectivamente.

O Madureira-RJ, que havia sido eliminado em campo pelo América, ganhou então o direito de jogar a final da Série D, contra o Guarany-CE. O STJD vai informar ainda hoje sua decisão à CBF, e a mesma deve se pronunciar sobre o que fazer com a competição, já que o primeiro jogo da final já havia sido jogado, e o segundo ainda está marcado para amanhã.

O América ainda pode recorrer da decisão no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva. No mesmo Pleno, o clube ainda enfrentará outro julgamento, por ter escalado o jogador Amaral de forma irregular, contra o Joinville-SC. O América havia sido absolvido pela Quarta Comissão Disciplinar, mas o clube catarinense apelou da decisão. Se punido, o América pode perder a vaga na Série C.

Por Thiago Henrik, do Futebol Nortista.

Atualização: O América pediu efeito suspensivo para poder jogar a final contra o Guarany-CE neste domingo e teve o pedido aceito pelo auditor Flávio Zveiter. Contudo, o campeão não terá seu resultado homologado pela CBF até que o julgamento do Pleno se realize.