Por Blog do Lucas Heckler. Foto de Assessoria / CEC / Arquivo

O clima no Criciúma Esporte Clube já não estava bom devido as três derrotas consecutivas, sendo duas pelo Estadual e uma pela Copa do Brasil. E, nesta terça-feira, dia 10, a situação somente piorou.

A bomba foi jogada quando o artilheiro Zé Carlos e o camisa 1 Andrey, em momento distintos, foram ao estádio Heriberto Hülse, durante a manhã, para treinarem, e foram avisados pelo roupeiro que foram afastados pela direção.

Por volta das 12 horas, o gerente de futebol do Criciúma, Rodrigo Pastana, afirmou que os atletas não atuariam nas próximas duas partidas do Criciúma devido a declarações dos jogadores nas últimas partidas.

Já no início da tarde, Zé Carlos, em reunião com o supervisor de futebol Giuliano Bittencourt, e o superintendente geral, Domingo Cescas, acertou sua saída do clube. Pastana não participou da reunião a pedido do atleta.

Em sua saída, Zé do Gol, como é carinhosamente chamado pela torcida tricolor, destacou que sua saída é apenas devido a atrito com Pastana, e que pretende voltar ao estádio Heriberto Hülse, para dar alegrias a torcida que lhe acolheu e o apoiou. Alguns torcedores foram ao HH protestar contra a saída do artilheiro.

Andrey permanece como funcionário do clube, mas tudo indica, que na quarta-feira ou quinta-feira, acerte sua saída do tricolor.