Por Dilson Oliveira, do Visão Baré

Nesta quarta (18), cinco jogos apimentaram a oitava rodada e penúltima do returno no Barezão 2012. O que não faltou foi bola na rede, com excepcionais 24 gols marcados e uma média de 4,8 por partida.

Em Rio Preto da Eva, estádio Francisco Garcia, aconteceu o jogo mais surpreendente da rodada. Em virada histórica, o Iranduba venceu o Holanda por 4 a 3 na casa do adversário. Com gols de Weverton aos 2 minutos, Moisés aos 12 minutos e Carlos Heleno aos 37 minutos, o Holanda parecia sacramentar a vitória logo na primeira etapa. No entanto, o castigo veio no segundo tempo, com gols de Júnior no primeiro minuto, Juninho aos 25 minutos, Israel aos 28 minutos e Diego Silva aos 40 minutos, o Iranduba decretou a vitória improvável.

No estádio Gilbertão, em Manacapuru, o São Raimundo sacramentou sua classificação para as semifinais vencendo o Operário por 3 a 1. No primeiro tempo, o Tufão da Colina abriu o placar com Claílson. Na etapa complementar, a torcida colinense levou um susto com o gol de Robemar para o Operário, porém, na sequência, Washington fez o segundo. Para fechar, Cláilson marcou seu segundo na partida e terceiro do Alviceleste.

Em Manicoré, o Penarol deixou de lado o cansaço da viagem e venceu por 2 a 1 o CDC Manicoré. O Leão da Velha Serpa abriu o placar aos 45 minutos do primeiro tempo, em bela jogada de Fininho e Fábio Bala, Fernando foi lançado e não perdoou. Na etapa complementar, aos 12 minutos, veio o segundo, Fernando aproveitou rebote e mandou para o fundo das redes. No final do jogo, em cobrança de pênalti, Nelysson diminuiu para o time da casa.

Em Manaus, no estádio da Colina, o Nacional se reabilitou no campeonato goleando o Princesa do Solimões por 4 a 0. O Leão da Vila Municipal vinha de quatro derrotas consecutivas, porém não tomou conhecimento do adversário e inaugurou o placar no fim do primeiro tempo, aos 48 minutos, após escanteio na área, Cristovam cabeceou firme para o fundo das redes. No segundo tempo, o Naça manteve o ritmo, aos 32 minutos, Amaral marcou após assistência de Leonardo. Vindo de dois meses afastado, o atacante ainda deixou dois, um aos 38 e outro aos 45.

No fechamento da rodada, o Fast Clube garantiu o G4 vencendo o Rio Negro por 4 a 2. Quem começou na frente foi o Galo da Praça da Saudade, aos 43 minutos da primeira etapa, James apareceu sozinho e tocou para o fundo das redes. Na volta do intervalo, o Tricolor de Aço não perdeu tempo e empatou aos 10 minutos com Alexsandro B.A. A virada saiu aos 12 minutos com Joiner. Aos 16 minutos foi a vez de B.A marcar novamente. No fim do jogo ainda houve tempo para Bianor Neto diminuir para o Rio Negro aos 47 minutos, e Joiner decretar os 4 a 2 aos 49 minutos.

Restam duas vagas no G4

Com os resultados, Fast e São Raimundo garantiram presença no G4 do returno. Mais quatro times lutam pelas últimas duas vagas. O Holanda, apesar da derrota de hoje, ainda depende das próprias forças, para isso, basta vencer o Penarol dentro dos seus domínios na última rodada. O Rio Negro é outro que depende dos próprios resultados, basta vencer o Operário dentro de casa. Penarol e Iranduba correm por foram, os dois cumprirão jogo atrasado da sétima rodada, o vencedor continua firme na luta pelas semifinais.

Definição do Z2 vai para a última rodada

Pararelo ao returno, a definição dos rebaixados apimentará a nona rodada e derradeira. CDC Manicoré e Rio Negro travam uma disputa ferrenha para fugir da zona de degola, ambos com 17 pontos, tudo leva a crer que será decidido no saldo de gols. O Operário tem chances remotas de escapar, porém continua na luta, já o Iranduba é que se enconta em melhor situação, para o time Alviverde, basta um simples empate.

Leia mais: http://visaobare.webnode.com/

Crie seu site grátis: http://www.webnode.com.br