Por Blog do Lucas Heckler.

Mais um adiamento de jogo no Campeonato Catarinense, pode gerar punições ao Criciúma. Entre elas, a perda de pontos. Pelo menos, esta foi a posição do presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Delfim Pádua Peixoto Filho, em entrevista à Rádio Eldorado.

O Criciúma enfrentaria na última quinta-feira, dia 7, o Guarani de Palhoça, pelo Estadual. No entanto, na terça-feira, dia 5, o clube obedeceu a uma recomendação do Ministério Público e fechou o estádio para reformas, adiando assim, o embate. Para Peixoto, a direção do Criciúma se precipitou na decisão, e caso haja um novo pedido de adiamento, o Tigre pode ser punido.

“Aqui no Criciúma foi uma precipitação. Aqui não houve uma ordem judicial, o que houve foi uma sugestão do Ministério Público, e o Criciúma simplesmente resolveu comunicar à Federação que não jogaria nesta data. Que não faça mais isso, porque se fizer isso, vai perder os pontos”, comunicou o presidente.

A partida adiada já está remarcada. O duelo deve ocorrer no próximo dia 20, às 19h30min. O local não foi alterado. E, o presidente destacou que se o estádio “não estiver pronto, o Criciúma vai ter que em 48 horas antes do jogo comunicar à Federação em que estádio vai jogar. Adiamento não vai ter mais”.