Por Juliano Valério, do Vermelho e Branco.

Silas foi contratado e as dúvidas começaram a pairar.

Na verdade, as polêmicas.
Muita gente gostou e muita gente odiou.
Tem gente que dá valor aos títulos e às passagens por grandes clubes da Série A.
Tem gente que diz que ele só fez um único bom trabalho. No Avaí.
A verdade é que NINGUÉM SABE o que pode acontecer.
Existem aqueles caras que todos sabem que vão chegar pra “resolver a situação”, podem ou não resolver, mas todos acreditam que ele consegue arrumar bagunça.
Já outros já chegam fadados ao fracasso, como Mancini. Mas também isso pode ou não acontecer. Quem não lembra das críticas à Waldemar logo que ele chegou, e meses depois teve que se retratar com ele por não acreditar nos objetivos que ele alcançou?
Com Silas a história é diferente.
Ninguém sabe seus métodos de trabalho.
Ninguém lembra de como suas equipes jogavam.
Me digam:
Qual a tática preferida dele?
Ele é retranqueiro?
Qual a relação dele com os jogadores, dentro ou fora de campo?
O que podemos falar é que depois daquele ano no Avaí, ele não conseguiu fazer nada interessante no Brasil novamente, mas foi pro Qatar e conseguiu 2 títulos.
O que nos deixa com mais dúvida ainda.
A verdade é uma só amigos alvirrubros.
NINGUÉM SABE o que vai acontecer.
NINGUÉM SABE.
NÁUTICO ACIMA DE TUDO!