WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY form_name VARCHAR(127) CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY field_name VARCHAR(127) CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY field_value longtext CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD COLUMN `field_order` INTEGER

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD COLUMN `file` LONGBLOB

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `submit_time_idx` ( `submit_time` )

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY COLUMN submit_time DECIMAL(16,4) NOT NULL

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `form_name_idx` ( `form_name` )

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `form_name_field_name_idx` ( `form_name`, `field_name` )

Ademir Fonseca

Posts Tagged ‘Ademir Fonseca’

ABC e Joinville demitem treinador após 30ª rodada

quarta-feira, outubro 17th, 2012

Por Blog do Ademar.

Após o término da 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, na última terça-feira (16/10), duas equipes demitiram o treinador por causa da sequência de maus resultados. O Joinville, sexto colocado com 49 pontos, que ainda sonha em brigar pelo acesso com Atlético-PR e São Caetano, dispensou o técnico Leandro Campos após a derrota por 1 a 0 para o lanterninha Ipatinga-MG.

Enquanto a diretoria do Joinville corre atrás de outro treinador para tentar colocar novamente a equipe na trilha de vitórias e, quem sabe, no caminho do acesso, o ABC de Natal vive em situação idêntica em relação a treinador, mas nas últimas colocações e próximo da zona do rebaixamento.

O ABC, após a derrota para o líder Criciúma por 2 a 0, também demitiu o técnico Ademir Fonseca. E a diretoria já está negociando com Givanildo Oliveira para substituí-lo.

A situação do ABC é crítica na tabela de classificação. Com 33 pontos, na 15ª colocação, a equipe potiguar teme pela ascensão do Bragantino, que está na 17ª posição com 28 pontos e na zona do rebaixamento.

Futebol do ABC virou partido de aluguel?

domingo, setembro 23rd, 2012

Por Gustavo Lucena, do Papo Alvinegro.

Estava olhando o Twitter e constatei essa mensagem que, em sendo verídica, é muito grave no que tange ao comando do departamento de futebol do nosso ABC:

@brazilsports parabens a coragem e ousadia de Ademir Fonseca e Alex Fabiano, que assumiram o ABC quando todo mundo pulava fora do barco e agora começa”

É por isso que, independente do resultado final da série B, quero esse Ademir Fonseca longe do meu ABC. Nosso clube tá parecendo partido de aluguel, cedendo o pavilhão p/ qq empresário.

Impressionante como o ABC na Série B terceiriza seu departamento de futebol por um custo tão ridículo.

É por isso que ando tão desempolgado com o time.

Enquanto esses cidadãos estiverem no ABC, podem esquecer revelação de atletas.

Melhor será fechar as categorias de base, pois, por mais craques que eles sejam, sempre terão que dar vez para Elielton, Fábio Neves, Alan, Fernando, etc.. E será uma fonte de receita a menos para nosso clube.

Quem  sonha em jogar na escolinha do clube, não terá chance de vestir a camisa do Mais Querido, só se “vender o passe” p/ Ademir Fonseca e Alex Fabiano, caso esse modelo de gestão continue.

Andrey e Adriano Pardal desmentem a lógica

domingo, setembro 9th, 2012
Por Diego Ivan, do Papo Alvinegro.
O ABC viajou até São Caetano do Sul e venceu o time da casa por 1 a 0. O gol do jogo foi 50% de Diego Clementino e 50% de Adriano Pardal. Com o resultado o ABC abriu 9 pontos da zona de rebaixamento.
O grande resultado do ABC hoje certamente desmentiu a lógica, quebrou a banca e calou a boca de muita gente.
Certamente Ademir Fonseca hoje optou por não permitir espaços ao erro, jogou fechadinho, três volantes, dois meias e um atacante. Com laterais recuados, jogando única e exclusivamente na velocidade de Ederson. O primeiro tempo, por isso, foi muito ruim, onde somente o Azulão atacou, restando ao Alvinegro somente a bola alçada na área. Cascata e Walter Minhoca que poderiam jogar junto ao Ederson não conseguiram, ficaram sobrecarregados.
No segundo tempo Ademir mudou o ABC para melhor. Não tirou um volante, tirou Cascata que ainda carece melhor condicionamento físico, para a entrada de Adriano Pardal. O Alvinegro que só aparecia em momentos de bola parada, começou a realizar contra-ataques perigosos. Em uma jogada individual de Adriano Pardal, já com Diego Clementino em campo no lugar de Ederson, o ABC marcou o seu gol. Pardal foi a linha de fundo, driblou o marcador e cruzou, Diego Clementino espertamente se antecipou e marcou. Gol importantíssimo.
Após o gol, ai sim um momento de critica. Ademir tira o Walter Minhoca e coloca o Elielton, certamente querendo que o volante fizesse a saída de bola. Elielton não é disso. Resultado foi que o São Caetano começou a pressionar quase dentro da área do ABC, sorte nossa que atabalhoadamente. Fim de jogo, um grande resultado.
O jogo não foi bonito, mas a verdade é que fazia tempo que o time ABCdista não fazia uma partida tão aplicada. Foi nítido que todo o planejado foi cumprido e isso realmente é muito importante.

Adriano Pardal, que é capacitado para isso, deixou Diego Clementino na cara do gol. Definiu o jogo em um lance, não deu sossego a defesa paulista, não era para ter ficado no banco.

Andrey mais uma vez foi o grande nome do jogo, é um grande goleiro, não é melhor por que as vezes aceita bolas de media distancia. Hoje foi irrepreensível.

Uma menção honrosa para Henik, que é bem limitado, mas que mostrou ter futebol para pelo menos ir ao banco de reservas. Que Ademir não o esqueça.

O ABC volta a campo na terça-feira, as 21:50hs no Frasqueirão, quando recebe a difícil equipe do Ceará.
Ficha Técnica
Local: Estádio Anacleto Campanella, São Caetano do Sul/SP.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
Assistente 1: Janette Mara Arcanjo (MG).
Assistente 2: Pablo Almeida da Costa (MG).
4º árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP).
São Caetano(0): Luiz; Samuel Xavier, Gabriel, Wágner e Diego; Augusto Recife, Moradei, Éder (Pedro Carmona) e Marcelo Costa (Geovane); Danielzinho (Vandinho) e Leandrão. Técnico: Emerson Leão.

ABC(1): Andrey; Pedro Silva, Flávio, Vinícius e Airton; Guto, Henik, Serginho, Walter Minhoca (Eliélton) e Cascata (Adriano Pardal); Éderson (Diego Clementino(1)). Técnico: Ademir Fonseca.

ABC vence Bragantino fora de casa

domingo, julho 22nd, 2012

Por Diego Ivan, do Papo Alvinegro.

O ABC viajou até São Paulo onde venceu o Bragantino agora pouco por 2 a 1, gols de Ederson e Adriano Pardal para o ABC, e Fernando Gabriel para o Bragantino. Com o resultado o ABC subiu três posições na tábua de classificação(14º) e deixou a bucha para o ASA, que entrou na zona de rebaixamento.
É isso pessoal, o ABC precisava vencer um confronto direto e venceu. Era disso que o ABC precisava, só tomara que isso signifique uma retomada de um futebol mais seguro. O Mais Querido precisava mostrar a sua fibra, mostrar que ainda estava vivo na competição. Na próxima rodada o ABC enfrentará em casa, mais uma equipe da parte de baixo da tabela, o Guaratinguetá. Não há duvidas que o resultado tenha que ser positivo.
Não posso deixar de dizer que apesar do triunfo de hoje, o Alvinegro infelizmente não fez uma partida tranqüila. Um primeiro tempo muito ruim e um segundo tempo num lá e cá de dar calafrios. Não é possível o ABC ter algumas chances de gol, em uma partida delicada, e perder tantas chances. No primeiro tempo, todos os mais talentosos do elenco perderam pelo menos uma boa chance. No segundo tempo o ABC ficou jogando boa parte do confronto perdendo a segunda bola nos rebotes, desse jeito é sufoco todos os jogos. A sorte é que Ederson, Pardal, Raul e Jerson, entraram no jogo e a partir daí o Alvinegro construiu a sua vitoria.
Gostei do Jerson, articulou muito bem o jogo, mesmo preguiçoso em alguns momentos. Gostei também da dupla de zaga, que se não é rápida, é muito eficiente em seu oficio.
Outro detalhe é que o Adriano Pardal é peça importantíssima nesse esquema do Ademir Fonseca, quando não joga bem o ABC sofre muito para atacar. Não jogou bem no primeiro tempo, o ABC foi mal, esteve bem no segundo período, fez o ataque ABCdista crescer. Isso acontece por que ele é muito rápido e tem potencial para envolver as defesas adversárias.
Não tem nada resolvido, o ABC ainda precisa remar muito, e é remando cachoeira acima.
O ABC volta a campo no próximo sábado, quando recebe no Frasqueirão o Guaratinguetá as 16:20hs.
Ficha Técnica
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP).
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Asp. Fifa/GO).
Assistente 1: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO).
Assistente 2: Márcio Soares Maciel (GO).
4º árbitro: Rodrigo Guarizo F. do Amaral (SP).
Bragantino(1): Alê; Rafael Caldeira, Walter e Preto Costa; Victor Ferraz, Acleisson, Léo, Fernando Gabriel(1) (Diego Barbosa) e Léo Jaime; Malaquias (Gil) e Giancarlo (Lincom).Técnico: Marcelo Veiga.
ABC(2): Andrey; Pedro Silva, Vinicius, Leandro Cardoso e  Airton Oliveira; Bileu, Guto, Raul (Fábio Neves) e Jerson (Serginho); Éderson(1) (Allan) e Adriano(1). Técnico: Ademir Fonseca.

Azulão empata com o Paraná

segunda-feira, agosto 1st, 2011

Por Luís Hansen, do Torcedor Paranista.

Um empate fora de casa pode ser avaliado como um bom resultado quando a vitória é difícil de ser conquista avaliando o andamento do jogo.

Neste jogo o Paraná tinha a oportunidade de ganhar, porém mais uma vez jogou muito mal.

A falta de criatividade na armação das jogadas, muito pela questão tática que não ajuda, prejudicou o time.

O Vadão é um treinador experiente e estudou certinho o Paraná. Sabia ele que as única maneiras do Paraná fazer a transição da defesa ao ataque é o Rone Dias, Cambará e o Lima, pois os outros 2 volantes não tem a qualidade técnica necessária para fazer isso. O São Caetano aprtou a marcação em cima destes 3 jogadores e deu todo o espaço para o lado direito do Tricolor, porém com o Brinner naquele setor não tinha qualidade.

Achava que o Fonseca iria mudar o time no intervalo visto que o time não jogava bem e mesmo com um gramado excelente errou muitos passes e também porque estava perdendo.

Continue lendo aqui.

eXTReMe Tracker