WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY form_name VARCHAR(127) CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY field_name VARCHAR(127) CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY field_value longtext CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD COLUMN `field_order` INTEGER

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD COLUMN `file` LONGBLOB

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `submit_time_idx` ( `submit_time` )

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY COLUMN submit_time DECIMAL(16,4) NOT NULL

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `form_name_idx` ( `form_name` )

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `form_name_field_name_idx` ( `form_name`, `field_name` )

Adriano Pardal (ABC)

Posts Tagged ‘Adriano Pardal (ABC)’

Andrey e Adriano Pardal desmentem a lógica

domingo, setembro 9th, 2012
Por Diego Ivan, do Papo Alvinegro.
O ABC viajou até São Caetano do Sul e venceu o time da casa por 1 a 0. O gol do jogo foi 50% de Diego Clementino e 50% de Adriano Pardal. Com o resultado o ABC abriu 9 pontos da zona de rebaixamento.
O grande resultado do ABC hoje certamente desmentiu a lógica, quebrou a banca e calou a boca de muita gente.
Certamente Ademir Fonseca hoje optou por não permitir espaços ao erro, jogou fechadinho, três volantes, dois meias e um atacante. Com laterais recuados, jogando única e exclusivamente na velocidade de Ederson. O primeiro tempo, por isso, foi muito ruim, onde somente o Azulão atacou, restando ao Alvinegro somente a bola alçada na área. Cascata e Walter Minhoca que poderiam jogar junto ao Ederson não conseguiram, ficaram sobrecarregados.
No segundo tempo Ademir mudou o ABC para melhor. Não tirou um volante, tirou Cascata que ainda carece melhor condicionamento físico, para a entrada de Adriano Pardal. O Alvinegro que só aparecia em momentos de bola parada, começou a realizar contra-ataques perigosos. Em uma jogada individual de Adriano Pardal, já com Diego Clementino em campo no lugar de Ederson, o ABC marcou o seu gol. Pardal foi a linha de fundo, driblou o marcador e cruzou, Diego Clementino espertamente se antecipou e marcou. Gol importantíssimo.
Após o gol, ai sim um momento de critica. Ademir tira o Walter Minhoca e coloca o Elielton, certamente querendo que o volante fizesse a saída de bola. Elielton não é disso. Resultado foi que o São Caetano começou a pressionar quase dentro da área do ABC, sorte nossa que atabalhoadamente. Fim de jogo, um grande resultado.
O jogo não foi bonito, mas a verdade é que fazia tempo que o time ABCdista não fazia uma partida tão aplicada. Foi nítido que todo o planejado foi cumprido e isso realmente é muito importante.

Adriano Pardal, que é capacitado para isso, deixou Diego Clementino na cara do gol. Definiu o jogo em um lance, não deu sossego a defesa paulista, não era para ter ficado no banco.

Andrey mais uma vez foi o grande nome do jogo, é um grande goleiro, não é melhor por que as vezes aceita bolas de media distancia. Hoje foi irrepreensível.

Uma menção honrosa para Henik, que é bem limitado, mas que mostrou ter futebol para pelo menos ir ao banco de reservas. Que Ademir não o esqueça.

O ABC volta a campo na terça-feira, as 21:50hs no Frasqueirão, quando recebe a difícil equipe do Ceará.
Ficha Técnica
Local: Estádio Anacleto Campanella, São Caetano do Sul/SP.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
Assistente 1: Janette Mara Arcanjo (MG).
Assistente 2: Pablo Almeida da Costa (MG).
4º árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP).
São Caetano(0): Luiz; Samuel Xavier, Gabriel, Wágner e Diego; Augusto Recife, Moradei, Éder (Pedro Carmona) e Marcelo Costa (Geovane); Danielzinho (Vandinho) e Leandrão. Técnico: Emerson Leão.

ABC(1): Andrey; Pedro Silva, Flávio, Vinícius e Airton; Guto, Henik, Serginho, Walter Minhoca (Eliélton) e Cascata (Adriano Pardal); Éderson (Diego Clementino(1)). Técnico: Ademir Fonseca.

ABC vence Bragantino fora de casa

domingo, julho 22nd, 2012

Por Diego Ivan, do Papo Alvinegro.

O ABC viajou até São Paulo onde venceu o Bragantino agora pouco por 2 a 1, gols de Ederson e Adriano Pardal para o ABC, e Fernando Gabriel para o Bragantino. Com o resultado o ABC subiu três posições na tábua de classificação(14º) e deixou a bucha para o ASA, que entrou na zona de rebaixamento.
É isso pessoal, o ABC precisava vencer um confronto direto e venceu. Era disso que o ABC precisava, só tomara que isso signifique uma retomada de um futebol mais seguro. O Mais Querido precisava mostrar a sua fibra, mostrar que ainda estava vivo na competição. Na próxima rodada o ABC enfrentará em casa, mais uma equipe da parte de baixo da tabela, o Guaratinguetá. Não há duvidas que o resultado tenha que ser positivo.
Não posso deixar de dizer que apesar do triunfo de hoje, o Alvinegro infelizmente não fez uma partida tranqüila. Um primeiro tempo muito ruim e um segundo tempo num lá e cá de dar calafrios. Não é possível o ABC ter algumas chances de gol, em uma partida delicada, e perder tantas chances. No primeiro tempo, todos os mais talentosos do elenco perderam pelo menos uma boa chance. No segundo tempo o ABC ficou jogando boa parte do confronto perdendo a segunda bola nos rebotes, desse jeito é sufoco todos os jogos. A sorte é que Ederson, Pardal, Raul e Jerson, entraram no jogo e a partir daí o Alvinegro construiu a sua vitoria.
Gostei do Jerson, articulou muito bem o jogo, mesmo preguiçoso em alguns momentos. Gostei também da dupla de zaga, que se não é rápida, é muito eficiente em seu oficio.
Outro detalhe é que o Adriano Pardal é peça importantíssima nesse esquema do Ademir Fonseca, quando não joga bem o ABC sofre muito para atacar. Não jogou bem no primeiro tempo, o ABC foi mal, esteve bem no segundo período, fez o ataque ABCdista crescer. Isso acontece por que ele é muito rápido e tem potencial para envolver as defesas adversárias.
Não tem nada resolvido, o ABC ainda precisa remar muito, e é remando cachoeira acima.
O ABC volta a campo no próximo sábado, quando recebe no Frasqueirão o Guaratinguetá as 16:20hs.
Ficha Técnica
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP).
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Asp. Fifa/GO).
Assistente 1: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO).
Assistente 2: Márcio Soares Maciel (GO).
4º árbitro: Rodrigo Guarizo F. do Amaral (SP).
Bragantino(1): Alê; Rafael Caldeira, Walter e Preto Costa; Victor Ferraz, Acleisson, Léo, Fernando Gabriel(1) (Diego Barbosa) e Léo Jaime; Malaquias (Gil) e Giancarlo (Lincom).Técnico: Marcelo Veiga.
ABC(2): Andrey; Pedro Silva, Vinicius, Leandro Cardoso e  Airton Oliveira; Bileu, Guto, Raul (Fábio Neves) e Jerson (Serginho); Éderson(1) (Allan) e Adriano(1). Técnico: Ademir Fonseca.

Arbitragem bandida e Adriano Pardal derrotam o ABC

domingo, junho 3rd, 2012

Via: @oPapoAlvinegro
Leia a íntegra


Série B: um bom empate para o ABC em Minas

sábado, maio 19th, 2012

Por Diego Ivan, do Papo Alvinegro

O ABC empatou com o Ipatinga na estréia da Série B 2012. O 1 a 1 foi construído por Tiago Pereira para o Ipatinga e Washington de pênalti para o ABC.

Gostei do resultado e da estréia do ABC. Alguém perguntará qual foi a diferença entre o empate na estreia da Série B de 2011, jogo contra o Bragantino, e o empate de hoje com o Ipatinga. Vocês devem se lembrar que eu critiquei o resultado do ano passado. A diferença é que ano passado o ABC estava com mais de 90% do time titular jogando, com entrosamento desde a Série C do ano anterior, mas mesmo assim o time foi covarde e não soube golear um Bragantino bem parecido com o Ipatinga de hoje. Nesta noite, o ABC esteve bem perto de conseguir esta vitória sem ficar com a bunda na parede, como certamente diria o filósofo Pedrinho Albuquerque.

Eu diria que o Alvinegro surpreendeu positivamente. Não tinha grandes expectativas em relação ao jogo, já que, convenhamos, o ABC entraria em campo com meio time modificado. Gostei também das opções táticas adotadas pelo técnico para este jogo, quase que um quadrado com dois marcadores e dois criadores. Combinando isso com o grande jogo de Airton, o ABC teve um jogo bem mais ofensivo e rápido. Tomara que a direita se endireite, por que senão ficaremos capengas.

Gostei do que vi, gostei dos estreantes Airton e Henik, mas principalmente do goleiro Andrey. Que goleiro arrojado, não poderia estrear de maneira mais esplendorosa. Foi de longe o melhor em campo.

O Jardson Sapé foi muito mal em alguns momentos do jogo, principalmente no gol do Ipatinga, em outros não comprometeu, mas de fato, por estar improvisado na lateral direita, muito tem que ser relevado.

Brincadeira a partida de Jerson hoje, lento, errando muitos passes e principalmente pouquíssimo participativo. A sua escalação como titular só demonstraram a necessidade de um banco para o jogador, ou melhor, uma melhor preparação física pelo menos.

Preciso ver melhor o Guilherme, mas Raul tem vaga nesse time. O ABC não pode jogar com Joelson e Adriano Pardal, o time ganha em velocidade, mas perde na contundência na área. Bombinha neles.

A semana de treinos será importantíssima, para dar inicio a consolidação de uma estilo de jogo. Vamos aguardar e torcer que isso ocorra.

O Mais Querido volta a campo sexta-feira quando enfrentará o Joinville no Frasqueirão. O jogo será as 21:00h.

Ficha Técnica

Local: Estádio Ipatingão, Ipatinga/MG

Árbitro principal: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP).

Assistente 1: Bruno Salgado Rizo (SP).

Assistente 2: Ramires Santos Cândido (ES).

4º árbitro: Marcos V. de Sá dos Santos (MG).

Ipatinga(1): Bruno, Flávio, Pedrão, Azevedo e João Vitor; Leanderson (Vinícius), Everton, Leandro Brasília e Wellington Bruno; Marcinho (Djavan) e Tiago Pereira(1) (Márcio). Técnico: Ney da Matta.

ABC(1): Camilo, Jardson Sapé, Flávio, Eduardo e Airton. Bileu, Hennick, Guilherme (Raul) e Jerson (Washington(1)); Joelson (Guto) e Adriano. Técnico: Márcio Goiano.

Campeonato Potiguar: Cadê o ataque do ABC?

sábado, março 31st, 2012

Por Gustavo Lucena, do Papo Alvinegro

Essa minha postagem é mais um complemento às “rapidinhas” do Diego Ivan.

Se tem algo que está me incomodando e muito é a inoperância do ataque alvinegro, que cada vez mais se confirma como o setor mais carente desta 1ª fase da temporada.

Além da economia na hora de fazer os gols, falta objetividade.

A sorte (Abro um parênteses para dizer que esta palavra está proibida de ser pronunciada por determinação de uns 2 ou 3 bundões baba-ovo de orkut e por conta de alguns setores da imprensa local. Esses “superABCdistas” tratam logo de desqualificar quem ousa criticar o trabalho do treinador, que querem impor uma ditadura do pensamento único na internet. Feito o desabafo, fecho parênteses) do ABC é que os outros setores estão funcionando muito bem e os gols tem saído dos pés dos alas, meias e zagueiros. É mais fácil Camilo fazer gols do que os atacantes do clube. Aliada a essa eficiência, conte-se ainda a fragilidade dos adversários. Quarta-feira passada o Potiguar-M foi digno de pena, mesmo o ABC tendo passado maior parte do tempo desinteressado no jogo, o time príncipe não mostrou qualquer capacidade ofensiva, qualquer gana para vencer.

Analisando cada atacante, constato o seguinte:

Washington tem sido a grande decepção, é o jogador mais caro, porém passa maior parte se escondendo no jogo, e não demonstra tanta habilidade com os pés.

Adriano Pardal parece ser um Carlinhos Cai-Cai melhorado, com mais técnica, porém carece de objetividade.

O ABC tinha Felipe Alves no banco, era bem promissor, mas a atual política do clube parece ser a de não valorizar a prata-da-casa e com isso o jogador foi emprestado.

Paulista ainda é uma incógnita.

O único que vem se salvando é Léo Gamalho, que demonstra muita força de vontade e alguma habilidade, porém é lento. Com Washington ele não se encaixa de jeito nenhum, só na cabeça de Leandro Campos que tal sintonia existe.

Além disso, falta o meia-atacante para substituir Cascata, o ABC precisa desse tipo de jogador, pois Raul é um meia armador mais recuado, não tem a função para chegar junto ao ataque.

Para a Série B o ABC precisará e muito de novos atacantes. Ou dos velhos, pois especulam-se os retornos de Leandrão, Lins e Elionar Bombinha.

eXTReMe Tracker