WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY form_name VARCHAR(127) CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY field_name VARCHAR(127) CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY field_value longtext CHARACTER SET utf8

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD COLUMN `field_order` INTEGER

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD COLUMN `file` LONGBLOB

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `submit_time_idx` ( `submit_time` )

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` MODIFY COLUMN submit_time DECIMAL(16,4) NOT NULL

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `form_name_idx` ( `form_name` )

WordPress database error: [Table 'futepoca1.sb_cf7dbplugin_submits' doesn't exist]
ALTER TABLE `sb_cf7dbplugin_submits` ADD INDEX `form_name_field_name_idx` ( `form_name`, `field_name` )

Segunda Divisão do campeonato paulista

Posts Tagged ‘Segunda Divisão do campeonato paulista’

Federação Paulista libera e ADG x Briosa será aberto ao público

domingo, maio 20th, 2012

Via: NOTÍCIAS DA BRIOSA
Leia a íntegra


Portuguesa Santista não sai do empate com o E.C. São Bernardo

domingo, maio 13th, 2012

Via: NOTÍCIAS DA BRIOSA
Leia a íntegra


Portuguesa Santista só empata na 4ª divisão

domingo, maio 13th, 2012

Por Notícias da Briosa

O jogo de hoje era muito esperado pelos torcedores da Portuguesa. Após 6 meses de espera, finalmente a torcida rubro-verde pôde rever o time atuando em Ulrico Mursa. A expectativa era de ver um time mais aguerrido em campo e uma atuação melhor que a do jogo de estreia contra o São Vicente.

O que se viu foi sim uma Briosa lutadora e em busca de gols e da vitória, mas o nervosismo e ansiedade atrapalharam outra vez, além da falta de sorte com 3 bolas na trave do São Bernardo.

O JOGO

A Portuguesa iniciou a partida bem postada em campo e marcando bem o adversário, com bons desarmes e divididas, e mantendo bastante a posse de bola. Com o passar do tempo o time começou a demonstrar ansiedade em chegar ao gol e a ceder alguns contra-ataques ao São Bernardo, que levou perigo em algumas oportunidades. Numa delas, após rebote do goleiro, a zaga conseguiu chegar a tempo para bloquear o chute do meia adversário.

Briosa lutou bastante, mas a vitória não veio

Aos 20 minutos de jogo, após cobrança de escanteio de Daniel, o zagueiro Vitor Salinas quase marcou de cabeça ao subir com o goleiro, que fez boa defesa. Aos 35, em um contra-ataque, a defesa da Briosa parou a jogada com falta na lateral da área. Na cobrança de Ramsés na segunda trave, o meia do São Bernardo sozinho ajeitou de cabeça para o meio da área e o zagueiro Philipe subiu sozinho para abrir o placar: Briosa 0×1 E.C. São Bernardo.

A torcida da Portuguesa perdeu a paciência com o time, pois o gol foi muito parecido com o sofrido no jogo de estreia (o 3º da vitória por 3×2 do São Vicente). Após o gol, ficou muito nítida da ansiedade da equipe, que errava passes curtos e não conseguia fazer um bom domínio da bola.

Apesar dos erros, a Portuguesa ainda chegou com perigo quando foi ao ataque. Utilizando bastante o lado direito da defesa adversária, algumas jogadas eram criadas com Daniel e outras com Fabrício, porém, era perceptível que a equipe estava recuada e sem opções para fugir da boa marcação do ECSB. Vendo que a Briosa começava a levar perigo, a equipe visitante começou a usar a famosa tática do “cai-cai”, retardando o reinício do jogo a cada saída de bola.

A melhor oportunidade da Portuguesa apareceu nos minutos finais da primeira etapa, quando Fabrício surgiu livre na linha-de-fundo pela ponta direita e chutou na trave.

SEGUNDO TEMPO

A equipe do ABC Paulista atrasou a entrada em campo na segunda etapa, gerando muitos protestos da torcida rubro-verde. Com o início da segunda etapa, o que se viu foi uma Portuguesa um pouco mais ofensiva e um São Bernardo mais recuado, procurando segurar o resultado e explorando os contra-ataques.

O grande problema da Briosa era o último passe. A bola não chegava com qualidade ao ataque, e quando chegava, Daniel e Fabrício não conseguiam aproveitar. Isso mudou aos 15 minutos, quando após cruzamento de Fabrício pela direita, Jackson antecipou o goleiro e cabeceou para o fundo das redes, empatando a partida e reacendendo o ânimo do torcedor, que rezava pela virada no placar.

Após o gol a equipe foi ainda mais ao ataque, ficando apenas 2 homens na linha do meio-de-campo. Próximo aos 25 minutos de jogo o volante Guilherme recebeu da intermediária, arrumou e mandou um chutaço que explodiu no travessão do goleiro Jéferson. Já o E.C. São Bernardo teve sua chance após cobrança de escanteio aos 30 minutos, quando a bola cruzou toda a área sem ninguém afastar e saiu pela linha de fundo.

Aos 38 minutos, mais uma boa troca de passes na frente da área, Fabrício ajeitou e mandou um belo chute, que outra vez acertou o travessão. Alguns torcedores pediram gol alegando que a bola havia caído após a linha, o que não aconteceu.

Esta foi a última grande chance para a Briosa e a partida terminou empatada em 1×1. Vale destacar, mais uma vez, a arbitragem, que deu apenas 2 minutos de acréscimo mesmo após o atendimento médico de 3 jogadores no gramado.

Com este resultado a Portuguesa divide a última posição do grupo 7 com a A.D. Guarujá com 1 ponto. Já o E.C. São Bernardo aparece na 3ª posição, com 2 pontos.

PRÓXIMOS JOGOS

A Briosa vai ao Guarujá, onde enfrenta a ADG, no estádio Antônio Benedetti, no próximo domingo, dia 20, às 10 horas. O São Bernardo recebe o São Vicente, no estádio Baetão.

São Bernardo é campeão da Série A-2

domingo, maio 13th, 2012

Por Blog do Ademar

Por ter melhor campanha ao longo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão (Série A-2), o São Bernardo conquistou o título da competição. Após o empate por 1 a 1 na cidade de Santa Bárbara D´Oeste, o Tigre do ABC empatou novamente com o União Barbarense, agora por 2 a 2, no Estádio 1° de Maio, que teve a ilustre presença nas tribunas do ex-presidente Lula, e conquistou o caneco.

Além de São Bernardo e União Barbarense, também subiram para o Paulistão 2013 o Penapolense, da cidade de Penápolis, e o Atlético Sorocaba.

Apesar do apoio da torcida, o São Bernardo suou a camisa para levantar o caneco. E o time chegou a se desestruturar quando o meia Zé Forte com fratura na fíbula. Em seguida, aos 18 minutos, Cesinha abriu o placar para o União Barbarense.

Com muita raça, o São Bernardo empatou com Ricardinho, aos 34, em bela cabeçada. Para piorar, o zagueiro Juliano, que já tinha tomado cartão amarelo, foi expulso e deixou o Barbarense com um a menos no final do primeiro tempo.

No segundo tempo, União Barbarense fez 2 a 1, em cobrança de falta de Alex, a bola bateu na trave e sobrou para Renato fazer 2 a 1, aos 11 minutos. Mas, aos 15, Bady voltou a empatar o jogo.

Apesa da valentia do Barbarense, o São Bernardo segurou o empate e faturou o título.

 

Com péssima atuação, Briosa perde na estreia

segunda-feira, maio 7th, 2012

Por Notícias da Briosa

Neste domingo, 6, a Portuguesa Santista fez sua estreia no Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Jogando no estádio Mansueto Pierotti, o time comandado pelo técnico Nenê Belarmino não mostrou em campo o futebol que a torcida se acostumou a ver no ano passado.

Com um plantel totalmente reformulado e sem nenhum jogador da equipe que brigou pelo acesso à A3 em 2011, a Briosa sofreu pressão do São Vicente do início ao fim do jogo e, como não poderia ser diferente, acabou derrotada.

O JOGO

A Briosa entrou em campo sob aplausos e muita festa de sua torcida, que compareceu em bom número para apoiá-la, porém, o que se viu nos primeiros minutos e em grande parte do primeiro tempo foi um time apático, sem marcação no meio campo e sem incomodar a defesa adversária, tanto que a primeira jogada de perigo contra o São Vicente foi por volta dos 20 minutos de partida, quando goleiro precisou espalmar após bola levantada na área e ótimo cabeceio.

Com o susto, os mandantes apertaram ainda mais a marcação. Os jogadores da Briosa pareciam nervosos em campo e sem vontade. As laterais da Portuguesa estavam uma “avenida” e estes espaços foram bem aproveitados pelo adversário, principalmente pelo lado esquerdo da defesa. O São Vicente ganhava todas as sobras de bola, mantinha a posse com uma boa troca de passes e por diversas vezes levou perigo ao gol rubro-verde.

Tanto esforço valeu a pena. Aos 25 minutos, após cruzamento na área, o centroavante vicentino subiu sozinho e cabeçou para abrir o placar para o time da casa: São Vicente 1 x 0 Briosa em uma falha do goleiro, que não saiu do gol para tentar cortar. A equipe da Briosa ficou ainda mais perdida em campo. Errava passes, não conseguia dominar a bola, escorregava e o pior de tudo: não chegava à área do São Vicente. Quando chegou pela segunda vez, após cruzamento da área e conclusão do centroavante Douglas, o goleiro vicentino novamente fez boa defesa

Mesmo com o gol sofrido e vendo a péssima atuação em campo, a torcida não parou de incentivar o time. Isso durou até os 35 minutos, quando em uma cobrança de escanteio a bola foi alçada na área, os defensores da Portuguesa pararam, o goleiro não saiu do gol e o camisa 9 da equipe alvinegra subiu sozinho na pequena área e mandou para o fundo das redes, aumentando a vantagem dos mandantes.

Neste momento, toda a fúria da torcida com o desempenho pífio do time veio à tona. Críticas e xingamentos à equipe e a jogadores específicos puderam ser ouvidos. Com o placar em 2×0 para o São Vicente, o técnico Nenê Belarmino resolveu mexer no time ainda no primeiro tempo, sacando o camisa 11 e colocando mais um atacante em seu lugar.

Próximo ao fim da primeira etapa, a Briosa diminuiu. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Salinas subiu mais que a defesa adversária e mandou para o fundo das redes e a Portuguesa foi para o intervalo perdendo por 2×1.

SEGUNDO TEMPO

O intervalo fez bem para a Portuguesa, que voltou para o segundo tempo muito melhor e com raça. Isso pôde ser notado pouco antes dos 10 minutos de partida, quando após um desarme bem feito e com um belo contra-ataque armado, a bola sobrou para o camisa 10 chutar forte e fazer um belo gol para empatar a partida.

Com o gol de empate, a torcida da Briosa voltou a ficar animada. Tudo parecia estar se resolvendo, mas não passou de uma ilusão. Minutos após empatar o jogo a Portuguesa “apagou” e voltou a jogar mal. O time não criava e permanecia pouco com a posse de bola. Quando fazia um desarme, o árbitro marcava falta a favor dos mandantes.

Aos 20 minutos de jogo, o São Vicente ficou com 10 jogadores em campo num lance em que o juiz apitou e o jogador continuou o lance. Além disso, tentou acertar com um tapa o jogador da Briosa.

Aos 30, mais uma falha do goleiro. Em cobrança de escanteio, o goleiro não cortou e a bola foi além da segunda trave. O centroavante vicentino ajeitou para o outro lado da área e toda defesa da Briosa acompanhou a bola viajando de um lado para outro da área até chegar ao zagueiro q tocou no contrapé do goleiro que apenas olhou a bola morrer na rede lateral da trave. Placar final: São Vicente 3×2 Briosa. Com a derrota, a Portuguesa fica na última posição do grupo 7, enquanto o São Vicente lidera, pois as outras duas partidas terminaram em empate.

Ao final da partida, os torcedores saíram preocupados com o que viram em campo e a maioria acredita que deste jeito que está a Portuguesa Santista não passará da primeira fase do campeonato.

A equipe é limitadíssima e jogou sem vontade, sem honrar as cores da Briosa. O jogo de hoje é para ser esquecido. Esta não é a Portuguesa que conhecemos.

ARBITRAGEM

O quarteto de arbitragem foi totalmente parcial ao São Vicente. Toda a torcida já esperava isso devido a todo o ocorrido no ano passado entre Briosa x FPF. Todas as marcações do árbitro eram contestadas pelo técnico do São Vicente ao quarto árbitro, que nada fez e não relatou as reclamações. Além disso, o árbitro nada fez contra o cai-cai da equipe da casa, além de, em uma jogada parada, dirigir-se ao banco do São Vicente para tomar água.

Tudo isso deixa a torcida com uma certeza cada vez maior de que este ano a arbitragem irá complicar a vida da Portuguesa a mando da Federação Paulista de Futebol.

PRÓXIMO JOGOS

A Briosa joga no próximo sábado, dia 12, às 15:00 horas no estádio Ulrico Mursa contra o E.C. São Bernardo. O São Vicente vai ao estádio da Caneleira enfrentar o Jabaquara, no domingo, dia 13.

CLASSIFICAÇÃO 


eXTReMe Tracker